As trajetórias tecnológicas das empresas de petróleo em biotecnologia

Esta tese analisa o comportamento das empresas de petróleo em busca do processo de inovação tecnológica, a partir da adoção da biotecnologia. Para tanto, foram realizados estudos de casos com as empresas ExxonMobil, Phillips e Shell e observou-se que as três adotaram trajetórias tecnológicas bem distintas.

A ExxonMobil manteve uma postura de observadora do terreno, apresentando poucos investimentos em biotecnologia, no entanto, com aplicações voltadas exclusivamente para a indústria do petróleo.

A Phillips e a Shell adotaram uma estratégia mais agressiva pela busca de novos mercados a partir da biotecnologia.

A Phillips enfatizou suas atividades biotecnológicas, principalmente em aplicações não relacionadas ao petróleo.

A Shell, por sua vez, adotou uma postura intermediária quanto às áreas investidas, apresentando desenvolvimento biotecnológico tanto em atividades relacionadas ao petróleo, como em atividades diversificadas

×