UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro Ladebio

LADEBIO

Laboratórios de Desenvolvimento de
Bioprocessos da Escola de Química da UFRJ

SInProBio, LaProEnz, LabEngBio, LabSIm e Central Analítica
Desde 14/12/2009
Estatísticas 175579 visitas.
W3C XHTML 1.0

Produção Científica: Dissertações de Mestrado

Avaliação do Potencial Nacional de Geração de Resíduos Agrícolas para Produção de Etanol.

Autora: Raquel Emerick Pereira
Data da Defesa: 11 de Setembro de 2006
Orientador: Nei Pereira Jr., PhD
Programa: TPQB - Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ

Resumo

A demanda de etanol tem crescido ultimamente devido ao esgotamento das reservas mundiais de petróleo e à necessidade de utilização de combustíveis menos agressivos ao meio ambiente.

Este trabalho objetivou avaliar o potencial nacional de geração de resíduos agrícolas, os quais representam uma matéria-prima em potencial para a produção de etanol.

Com o aumento das exportações deste biocombustível e o crescimento da frota de veículos flex fuel, prevê-se que sua demanda para o ano de 2013 seja de 31,7 bilhões de litros. No entanto, a cana-de-açúcar produzida neste período não será capaz de suprir tal volume de etanol através da fermentação tradicional, havendo um déficit de 7,2 bilhões de litros.

A produção prevista de resíduos agrícolas dos cultivos de milho, arroz, cana-de-açúcar e trigo, para o ano de 2013, será de 271,3 milhões de toneladas, sendo 81,4 milhões de toneladas destas disponíveis, das quais poderão ser obtidos 23 bilhões de litros de etanol.

Somente a palha de cana-de-açúcar fornecerá 11,1 bilhões de litros, sendo capaz de suprir o déficit e, juntamente com o bagaço de cana disponível, de gerar excedentes que poderiam ser direcionados à exportação.

A opção que apresenta a melhor relação custo/benefício para o recolhimento da palha são as enfardadoras e não serão necessários altos gastos com o transporte deste resíduo até as usinas. Investimentos na logística de distribuição de etanol deverão ser feitos, sendo os dutos a melhor opção para o escoamento da produção.

LADEBIO - Laboratório de Desenvolvimento de Bioprocessos da Escola de Química da UFRJ