UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro Ladebio

LADEBIO

Laboratórios de Desenvolvimento de
Bioprocessos da Escola de Química da UFRJ

SInProBio, LaProEnz, LabEngBio, LabSIm e Central Analítica
Desde 14/12/2009
Estatísticas 181933 visitas.
W3C XHTML 1.0

Produção Científica: Dissertações de Mestrado

Transgênicos: uma visão estratégica

Autora: Rafaela Di Sabato Guerrante
Ano da Defesa: 2002
Orientadores: Adelaide Maria de Souza Antunes, DSc e Nei Pereira Jr., PhD
Programa: TPQB - Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da EQ/UFRJ
Download: PDF (PDF: 76 KB)

Resumo

Esta tese tem como objetivos a análise da literatura com relação aos potenciais riscos e benefícios da tecnologia dos organismos geneticamente modificados (OGMs); a avaliação dos fatores que influenciam a entrada do Brasil no mercado de sementes geneticamente modificadas, bem como suas vantagens e desvantagens; e o estudo da trajetória das grandes empresas atuantes nesse mercado. Sob estes aspectos, o Brasil carece hoje de estudos que possam contribuir para o posicionamento futuro do país nesse mercado.

Por meio de extenso levantamento de dados da literatura, foi possível traçar o cenário atual do Brasil com relação a esta tecnologia, mostrando as questões de cunho econômico, jurídico, político e técnico envolvidas. A tese evidencia, também, a similaridade no comportamento estratégico e na trajetória das cinco maiores empresas que hoje atuam no mercado de sementes geneticamente modificadas: Pharmacia (Monsanto), Syngenta, Aventis, DuPont e Dow AgroSciences.

Para cientistas, governantes, profissionais da mídia e empresários do setor, um dos maiores desafios para os próximos anos será expor o conhecimento tecnológico de forma clara e objetiva, mostrando, suas vantagens e desvantagens, uma vez que grande parte da incerteza da sociedade quanto à segurança dessa tecnologia é consequência da falta de informação a respeito e da insuficiência de testes de segurança ambiental e humana desses OGMs.

LADEBIO - Laboratório de Desenvolvimento de Bioprocessos da Escola de Química da UFRJ